top of page

Marketing de Guerrilha: veja o que você ainda pode aprender



Para se conquistar um certo destaque no mercado, cada vez mais é necessário adotar estratégias específicas, capazes de elevar o nome de uma empresa na sociedade através da atenção garantida junto ao público, ação que pode passar pelo Marketing de Guerrilha.


Essa é uma estratégia que, como indica o nome, adapta táticas de guerra para o campo da comunicação, adotando assim práticas que permitam a um negócio conseguir superar seus concorrentes diretos e indiretos, conquistando dessa forma a preferência do público.


Mas antes de se trabalhar com essa relação, primeiro é necessário que tal marca conte com o conhecimento do público, dando início a um trabalho de conexão que permita a esse empreendimento contar com o empenho da audiência em relação aos serviços da marca.


Associação essa que deve ser buscada dentro dos mais diversos tipos de mercados, desde um negócio de vertente digital até uma empresa que lida com um público mais segmentado, como é o caso de um fornecedor de etiquetas para indústria alimentícia, por exemplo.


O mais importante para cada tipo de empreendimento é conseguir estabelecer uma relação de expectativas e demandas por parte do público ao qual esse negócio está em busca de trabalho junto, para que assim seja possível converter essa ligação em resultados.


Existe uma expectativa clara em obter uma boa performance financeira, no entanto existem também outros benefícios a serem conquistados por parte de uma empresa que busca a atenção e posteriormente a conversão de certos indivíduos como clientes.


Um tipo de cenário que permite a uma empresa trabalhar com a distribuição de ecobags personalizadas contendo o nome da marca, por exemplo. Ação que pode ser direcionada tanto aos seus clientes, como também a indivíduos que não conhecem a empresa.


Uma estratégia que não está em busca somente de aumentar as vendas de tal marca, trabalhando nesse caso para expandir o conhecimento em cima da marca em uma região específica, ação que pode trazer diferentes frutos a longo prazo, incluindo novas vendas.


Para que tal tipo de situação seja possível, é necessário estar atento a todo tipo de estratégia de marketing que esteja disponível no mercado, sendo acessível ao seu negócio e ao público ao qual tal empreendimento está em busca de alcançar.


E quando se fala de uma tática desenvolvida para obter uma melhor performance atualmente, o marketing de guerrilha se trata de uma variedade que merece atenção por causa do impacto que pode ser causado por quem trabalha com tal tipo de ação.


As particularidades do marketing de guerrilha


Antes de falar sobre como funciona essa prática de mercado, é importante entender melhor o seu contexto de origem, já que se trata de fato de uma estratégia que surge inspirada em um cenário de guerra, sendo então adaptado para o campo da competição de mercado.


O marketing de guerrilha foi uma ideia descrita no livro de mesmo nome e desenvolvida pelo publicitário americano Jay Conrad Levinson. Na obra, Levinson fala sobre como a inspiração para essa estratégia partiu do cenário da Guerra do Vietnã, travada pelos EUA nos anos 1970.


O confronto ficou conhecido pela perda histórica do país norte-americano, que mesmo com todo o seu poderio militar teve que se retirar do local, perdendo a guerra contra os vietcongues, um grupo de guerrilheiros que venceram a batalha mesmo sem armamentos.


Vitória que é atrelada ao conhecimento do grupo ao local, além da adoção de estratégias criativas, obtendo assim uma certa vantagem contra o exército invasor, um tipo de ideia que pode ser adotado inclusive por quem lida com construção de casas para vender.


Objetivo que está atrelado à performance criativa de tal vendedor, adotando ações que estejam além do marketing tradicional visto no mercado, trabalhando com a aplicação de estratégias de risco e impacto, que assim conquistem a atenção de certo público.


Algo que se mostra essencial, principalmente para quem lida com um alto número de concorrentes, no qual a atenção do seu público se torna algo cada vez mais difícil de se conquistar, ainda mais diante da pluralidade de opções disponíveis na internet.


Um cenário no qual ao navegar nas redes sociais, um indivíduo pode ser impactado por anúncios dos mais diversos tipos, fazendo então com que uma simples ação digital já não alcance os mesmo resultados de antes diante da quantidade de empresas ali presentes.


E o marketing de guerrilha pode se mostrar positivo para os mais variados tipos de mercado, desde um fornecedor de adesivos personalizados de empresas, até mesmo para uma marca de refrigerante, tudo dependendo do nível de ação a ser criada.


E quando se fala sobre o marketing de guerrilha, é possível destacar algumas variações, entre elas:

  • Marketing outdoor;

  • Marketing indoor;

  • Marketing discreto;

  • Marketing interativo.

Modalidades essas que podem chamar a atenção específica de uma marca de acordo com o tipo de relação a qual tal companhia busca criar com um segmento particular de público, sendo mais fácil entender o marketing de guerrilha a partir dessas variações.


Guerrilha outdoor


Lida com ações realizadas ao ar livre, destacando-se assim alternativas de maior amplitude, principalmente em relação ao espaço que servirá de cenário para tal campanha, chamando assim a atenção de um grande público que possa estar exposto a esse tipo de ação aberta.


Guerrilha indoor


Trabalha com ambientes fechados, como um shopping ou um cinema. Essa estratégia de marketing busca falar com um perfil específico de público, comum de frequentar um espaço de forma regular.


Como exemplo disso é possível citar a ação de uma fábrica de telha térmica dentro de uma loja de materiais de construção, falando então para uma audiência específica que frequenta esse tipo de lugar e pode fazer parte do público-alvo dessa fábrica.


Guerrilha indiscreta


Não é por se tratar de uma estratégia quase de guerra que esse marketing está voltado apenas a ações de grande destaque. Pelo contrário, a busca por parecer natural pode aumentar a percepção positiva de um público em relação a um produto ou serviço.


Reação que faz com que esse tipo de estratégia seja muito comum de ser trabalhada junto de produções audiovisuais, como filmes, séries e novelas.


Guerrilha interativa


O método mais comum de marketing de guerrilha, no entanto, está voltado à aplicação de estratégias interativas que permitam ao usuário interagir diretamente com o produto ou com equipamentos desenvolvidos para simular a experiência de tal mercadoria.


E para garantir que essa adoção do marketing de guerrilha surte os melhores resultados para um empreendimento, é importante saber como aplicá-la de forma correta, o que inclui a escolha acerca das modalidades citadas acima.


Como desenvolver uma boa ação de guerrilha?


Para obter uma garantia de sucesso com o marketing de guerrilha, é necessário estruturar muito bem esse tipo de prática, algo que pode ser conquistado ao adotar as seguintes práticas:


Conheça seu público


Seja para anunciar um climatizador comercial de parede ou uma nova fragrância de perfume, é importante que uma marca conheça muito bem as expectativas do seu público, de forma a desenvolver uma estratégia que de fato conquiste a atenção dessa audiência.


E para que esse direcionamento ocorra da melhor forma possível, é necessário conhecer quais são as expectativas do público-alvo de uma empresa em relação aos seus produtos e serviços oferecidos no mercado, focando em sua principal audiência.


Seja original


Se é justamente o contato com anúncios frequente e similares a fazer com que o público perca atenção em uma marca, é necessário então apostar em algo de grande originalidade, pois uma ação física repetitiva não irá obter a sua devida atenção.


Tenha cuidado com as emoções que provoca


O marketing de guerrilha se destaca por sua originalidade, existindo um empenho para conquistar a atenção do seu público, no entanto uma ação que cause um choque inesperado pode surtir o efeito contrário, afastando essa audiência almejada.


Sendo necessário por quem trabalhe com o conceito de defesa ambiental, por exemplo, ter cuidado na criação de certas campanhas, tendo atenção inclusive para não desenvolver ações que possam prejudicar o meio ambiente, graças ao excesso de materiais usados.


Adote a simplicidade


Como resposta ao tópico anterior, é importante sempre apostar na simplicidade, falando diretamente com a emoção que se espera do público, o que pode facilitar a conquista da atenção e compreensão dessa audiência no lugar da prática de ações muito elaboradas.


Trabalhe junto das mídias sociais


Uma campanha de marketing de guerrilha pode obter sucesso com o público local, mas isso não significa que os resultados obtidos por uma marca da indústria deva se restringir a esse espaço, pois a performance de tal companhia pode se ampliar junto das redes sociais.


O que pode ser alcançado por uma empresa de montagem industrial ao registrar essa ação na internet, compartilhando a reação do público em seus canais digitais, obtendo assim a atenção também da audiência que esteja presente no campo virtual.


Algo que pode ser positivo para conquistar novos clientes para um negócio, indo contra a alta competitividade que se encontra hoje no mercado, tanto o físico como o digital, usando então do marketing de guerrilha como uma prática positiva para se obter bons resultados.


Vencendo assim o confronto de marcas que pode ocorrer no campo comercial.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


8 visualizações

コメント


bottom of page