Saiba como investir em marketing pessoal

O marketing pessoal é, muitas vezes, encarado como uma autopromoção e visto com maus olhos por quem ainda não o conhece.

Mas, em uma sociedade cada vez mais transformada pela tecnologia, ele torna-se fundamental para o mercado de trabalho.

De fato, o marketing pessoal está relacionado com a promoção da sua imagem. No entanto, muito longe de algo “mesquinho”, a estratégia é válida para qualquer profissional, pois está relacionada diretamente com a reputação do indivíduo.

Dessa maneira, o marketing pessoal centra-se na forma como você é visto e avaliado.

Com isso, pode-se fortalecer a sua imagem no mercado, atraindo atenção de possíveis empregadores, colegas de profissão, influenciando outras pessoas e construindo sua autoridade na área.


Afinal, pense por um momento: você prefere contratar uma empresa de automação residencial que tenha reconhecimento e boas indicações, ou uma outra, pouco conhecida?

Certamente, a sua opção será a primeira. O mesmo vale para os próprios profissionais.

Ou seja, as pessoas precisam estar preparadas para atender as exigências do mercado.

Para isso, além de aprimorar suas habilidades profissionais, com qualificação e um bom currículo, é necessário gerenciar bem a carreira, buscando excelência com o marketing pessoal.


Neste artigo, vamos abordar mais sobre o conceito de marketing pessoal e como você pode investir na estratégia.




O que é marketing pessoal?


Conforme dito anteriormente, o marketing pessoal nada mais é que uma estratégia usada para fortalecer a imagem e a reputação de um profissional, por meio da autopromoção.

Desse modo, a ferramenta transforma quem a utiliza em uma referência no mercado.

Normalmente, o marketing pessoal está relacionado com o trabalho de autônomos e freelancers.


Contudo, profissionais de diversas áreas já perceberam a importância de se autopromover e, por isso, todas as áreas de atuação podem se beneficiar da estratégia.


Sendo assim, entende-se como marketing pessoal o conjunto de ações planejadas, com a intenção de obter sucesso profissional, tanto para conquistar uma nova posição no mercado, quanto para manter o cargo atual.

Para trabalhar com a estratégia, é necessário envolver uma série de técnicas, como a produção de conteúdo, a criação de uma imagem diferenciada, o reconhecimento de habilidades e, principalmente, uma boa comunicação.


Por exemplo, se você já recebeu um cartão de visita manicure em um salão de beleza, isso já é uma técnica de autopromoção, não somente a divulgação do serviço.


Afinal, o marketing pessoal busca um excelente networking como base de influência.

Vale ressaltar que os cuidados não se esgotam com a imagem profissional, pois a estratégia valoriza o ser humano como um todo.


Isto é, o marketing pessoal utiliza toda a potencialidade do indivíduo, incluindo no âmbito da vida pessoal.


Por conta disso, não basta ser um bom orientador no serviço de treinamento para trabalho em altura. O profissional também precisa saber se portar com ética, respeito e construir uma boa imagem, mesmo fora do ambiente de trabalho.


Deve-se reconhecer que as empresas analisam muito mais do que apenas a experiência do trabalhador. Os colaboradores também são reconhecidos como capital intelectual e como promotores de uma marca. Por isso, a importância de se manter íntegro na vida pessoal.

Em comparação com a venda de um produto ou serviço, podemos imaginar os esforços para elevar o trabalho de paisagismo para empresas, por exemplo. A estratégia é conquistar o cliente-final e alcançar reconhecimento no mercado.


O mesmo é aplicado ao marketing pessoal, porém em uma relação de produto-pessoa, onde o cliente-final pode ser o empregador, os colegas de trabalho, os concorrentes de profissão, entre outros.


Dessa forma, ao trabalhar com o conceito de marketing pessoal, lembre-se que você mesmo é a sua marca, o seu projeto e o seu produto. Assim, você deve saber como se vender e administrar a sua imagem.


5 dicas para investir em marketing pessoal


O desenvolvimento da sua imagem é uma construção diária. Para esta tarefa, é importante observar comportamentos, avaliar condutas no ambiente profissional e pessoal, para assim, alcançar o sucesso.


Diante disso, separamos algumas dicas que podem te ajudar no investimento em marketing pessoal e na produção da sua imagem.


1 - Autoconhecimento

Saber quem você é, o famoso “conhece-te a ti mesmo”, é o primeiro passo para iniciar a sua jornada rumo à construção de uma boa imagem.


Afinal, quando estamos trabalhando com uma marca, devemos conhecer a missão, visão e valores da empresa.


No caso do marketing pessoal, o autoconhecimento é a chave para orientação dos seus propósitos. Ou seja, ele é a sua missão, visão e valores.


Uma boa maneira de se autoconhecer é com o auxílio de listas. Você pode montar um documento com a listagem:


  • Dos seus pontos fortes;

  • Dos seus pontos fracos;

  • Das suas ambições;

  • Das suas limitações;

  • Das suas habilidades;

  • Das suas inabilidades.


Isso irá te ajudar a desenvolver inteligência emocional para lidar com determinadas situações.

Por exemplo, se você tem dificuldade de trabalhar em equipe, tendo percebido isso durante um trabalho de montagem de divisórias, esse pode ser um dos pontos fracos que precisa ser melhorado e melhor administrado por você.


Ter autoconhecimento é uma forma de não se sabotar. Por meio dele, você poderá identificar se está realmente sendo um bom profissional e se esforçando o suficiente para isso, ou ainda está limitado ao básico.

2 - Aparência e vestuário


Todo mundo tem um estilo e o mercado de trabalho já percebeu isso. Não é à toa que as empresas estão deixando os trabalhadores mais livres, no quesito vestuário e cuidados com a aparência.


Mas, ter um estilo próprio não significa abandonar a higiene, ou ser desleixado.


Por exemplo, ao usar a camisa polo para empresa, nos lugares que exigem uniformização do funcionário, lembre-se de estar com o artigo limpo, bem passado e em perfeitas condições.

Afinal, manter uma boa aparência, sem perder o estilo, pode ser a chave para a conquista do seu sucesso.


Os clientes, empregadores e colegas de trabalho costumam ter mais respeito pelos profissionais cuidadosos com o visual, mesmo com simplicidade.


Uma camiseta personalizada bordada, quando bem vestida, em conjunto com outras peças igualmente bonitas, pode fazer toda a diferença na sua apresentação pessoal e, consequentemente, contribuir para a autopromoção.


3 - Artigos personalizados


Grande parte das organizações sabe da importância de personalizar seus artigos, seja em uniformes, pastas, canetas e, até mesmo, no mouse pad personalizado para empresas, confeccionados como brindes ou para os colaboradores.


Isso porque esses pequenos detalhes contribuem para criar uma identificação visual com o público e, com isso, ajudam na divulgação da marca e aumento do reconhecimento no mercado.


O mesmo vale para o marketing pessoal, especialmente se você for um profissional autônomo e freelancer.


Vá além dos cartões de visita e tenha artigos personalizados com o seu nome, contato e nicho de atuação.


4 - Redes sociais


As redes sociais influenciam cada vez mais na imagem pessoal. Além de serem uma ótima oportunidade de divulgação, elas também são materiais ricos para as empresas e contratantes, que costumam olhar o perfil de seus trabalhadores.


Por conta disso, é importante navegar bem pelas redes sociais, especialmente se você deseja ser bem reconhecido pelo seu trabalho.


Evite compartilhamento de materiais que possam ferir a sua ética e integridade no ambiente de trabalho.


Lembre-se que a sua vida profissional e pessoal estão integradas, por isso, cuidado na hora de expressar opiniões na internet.

Recomenda-se concentrar publicações voltadas à sua qualificação, divulgando cursos de especialização, pós-graduações, títulos acadêmicos, produtos profissionais e científicos, participações em eventos corporativos, entre outros.


5 - Comunicação


A forma como você se comunica diz muito sobre a sua personalidade. Além disso, a comunicação é a chave para um bom marketing pessoal, pois através dela você pode atrair ou afastar o público da sua imagem.


Sendo assim, é importante ter uma boa comunicação. A transparência e a linguagem objetiva, não ríspida, é a melhor forma de manter um contato profissional adequado com chefes, empregadores, colegas de trabalho e clientes.


Parece óbvio, mas devemos salientar que palavras de baixo calão, linguajar chulo e o uso de gírias são atos condenados no ambiente de trabalho.


Aliás, esse cuidado deve ser percebido nas relações cotidianas, pois você pode encontrar alguém da empresa, ou um cliente, em qualquer ocasião.


Outra atitude relacionada à comunicação é o tratamento com colegas de trabalho. Mesmo que você não esteja em um dia favorável, tenha simpatia e empatia com as outras pessoas, cumprimentando-as sempre que possível.


Pequenos comportamentos, como um “bom dia” é "como esta?” podem fazer a diferença na sua imagem e colaborar com o seu reconhecimento no mercado de trabalho.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

5 visualizações
sintelmark_logo.png
selo1.png
logo TEDMARKETING RGB-04.png

Agência Ted Marketing

CNPJ: 26.581.874/0001-73

R. Virgílio Malta, 17-76 - Vila Mesquita, Bauru - SP, 17014-440

(14) 997946560

contato@tedmarketing.com.br

siga-nos

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon