Como investir em marketing de realidade virtual



Existem diversas formas de destacar sua empresa dentro de um mercado acirrado. Explorar vertentes alternativas do marketing pode ser a oportunidade para quem quer inovar, e uma das vertentes que mais vem crescendo é a de marketing de realidade virtual.


Trazer o mundo virtual para mais próximo da realidade tem se tornado uma tendência das grandes marcas, justamente por proporcionar ao seu público uma experiência de grande impacto. Portanto, aplicar essa ferramenta no marketing tem sido sinônimo de relevância.


Isso porque, o ser humano possui uma característica quase que instintiva de querer viver e conhecer novas realidades. Quando uma empresa oferece essas possibilidades, inevitavelmente, saltam os olhos de quem se depara com essa tecnologia.


Não pense que por estar sendo comum entre grandes empresas que você não pode aplicar em seu negócio com recursos limitados. Muito pelo contrário, existem diversas formas de se investir nessa área, mesmo que você precise de capital de giro para mei, por exemplo.


O que é realidade virtual?


Realidade virtual se trata de uma tecnologia digital que proporciona uma experiência o mais próximo da realidade possível. É geralmente utilizada com recursos visuais e sonoros que simulam a realidade, de modo que o consumidor fique imerso naquilo.


Imagine a possibilidade de você estar dentro do seu jogo de videogame predileto. Mesmo que não de forma literal, a realidade virtual permite que você tenha a possibilidade de vivenciar parcialmente isso e interagir como se fosse um personagem do jogo.


Essa prática vem sendo utilizada em vários segmentos, desde treinamento militar, até mesmo em tratamentos de fobias diversas. Pesquisas revelam que a realidade virtual pode ser até útil de forma medicinal se conduzida através de acompanhamento médico.


E é consenso que a realidade virtual é o futuro. Talvez uma das poucas ferramentas em que se pode unir todas as particularidades da transmídia, em um único lugar. Nesse mecanismo, é possível se fazer várias coisas, entre elas:

  • Ver (imagem e vídeos);

  • Ouvir (sons diversos);

  • Ler;

  • Interagir com o espaço.

Agora imagine por um instante todas essas funções sendo exercidas ao mesmo tempo. Parece muito com a realidade, não? Certamente, a tendência é que se aproxime cada vez mais do verossímil.


Aplicando a realidade virtual no Marketing


Se um curso de aeromoça online proporciona simuladores de situações de serviço de bordo em realidade virtual, muito provavelmente, ele será um destaque quanto aos seus concorrentes. Isso significa que a realidade virtual deve ser usada sempre como benefício.


Apenas a tecnologia pela tecnologia não é o suficiente para captar clientes. Até pode chegar alguma pessoa interessada pelo aparato tecnológico, mas certamente ela não vai representar o macro dos seus clientes em potencial.


Por isso, demonstrar a tecnologia como algo necessário na vida de alguém se faz tão importante. O marketing não se sustenta pela inovação, mas sim pela sensação de necessidade que você causa em um público.


Explore a ideia de que a realidade virtual é um ambiente didático. Tanto que se você pretende estudar inglês na realidade virtual para entrar em uma empresa de tradução juramentada, por exemplo, embora totalmente possível, o cliente precisa saber disso.


Existem diversas coisas que fazem da realidade virtual algo a se manter sempre no radar. A mais importante delas é, sem dúvidas, a imersão a qual o usuário se submete.


Portanto, é fundamental para o empresário maximizar essa experiência. Pois além do qualificado, o usuário certamente será fidelizado devido ao impacto gerado pela sessão.


Não são todos do mercado que possuem essa atenção com o mercado de realidade virtual. Embora em ascensão, este é um nicho que está aos poucos conquistando seu espaço. Por isso, dependendo do seu segmento, pode ser que você seja pioneiro.


Imagina só um treinamento industrial através da realidade virtual que explica a funcionalidade de uma nova máquina para embalar. As possibilidades de se iniciar nesse meio são diversas.


Por mais trivial e segmentado que seja o seu ramo, arrisque-se em implementar alguma modalidade de realidade virtual. Essa tendência, além de lucrativa, é extremamente maleável e pode ser usada em diferentes contextos dentro de uma empresa.


Se você, por exemplo, é um fornecedor de papel toalha e quer veicular seu catálogo em algum veículo. Experimente utilizar a realidade virtual, porque, dessa forma, o seu cliente poderá saber as dimensões reais de seus produtos, podendo até ser um diferencial.


E essa relação de vendas pode ser um facilitador entre uma empresa e o consumidor final. Imagine uma empresa de programação que desenvolve um software para restaurante em que o cardápio pode ser visto e tocado em 3D, o único sentido não usado seria o olfato.


As infinidades de possibilidades podem ser positivas ou negativas dependendo das formas que forem utilizadas. Isso porque, é extremamente importante conhecer as especificidades da realidade virtual antes de utilizá-la em seu negócio.


Se você ministra um treinamento de consultoria de TI para pequenas empresas, nada te impede de aplicar essa tecnologia para que seus alunos tenham uma experiência praticamente in loco de como lidar com clientes reais.


Fato é que: seja numa campanha externa ou no aprimoramento interno. A realidade virtual eleva sua empresa para um outro patamar de qualidade e de credibilidade.


Como investir nesse segmento?


Você pode usar qualquer um dos sentidos mencionados no início do artigo e usar a cabeça na hora de aplicar. Você pode tanto criar textos chamativos com títulos fortes e impactantes, quanto elaborar um e-book didático.


Na ala de imagens, algo comumente encontrado é o infográfico. É provável que essa seja uma das formas quantitativas mais usadas para exemplificar algo complexo, portanto, use e abuse dos gráficos e infográficos a fim de alcançar um maior número de pessoas.


E, obviamente, os vídeos são utilizados em peso nessa modalidade tecnológica. Aliás, vale a menção de que todas essas possibilidades podem ser usadas em uma única campanha, porque, afinal, os vídeos abarcam tudo isso com seus recursos.


A criação de conteúdo é imprescindível para a continuidade da campanha de marketing de realidade virtual. Deve-se ter um conteúdo específico e detalhado em prol da intensidade da experiência que o usuário vai ter em seu primeiro contato com a tecnologia.


A aplicabilidade da ferramenta na prática conta muito. Porque se a realidade virtual é usada como um sistema comercial, ela deve ter um tipo de tratamento. Já se é usada em um jogo transmidiático, ela terá outro. Cada qual precisa ter suas nuances entendidas.


O que não pode, de forma alguma acontecer é o uso gratuito e avulso da tecnologia. Em toda campanha de marketing, um planejamento se faz necessário. Não à toa muitos planejamentos lidam, até mesmo, com a possibilidade das coisas darem errado.


E realmente elas podem dar, porém, pensar previamente de forma inteligente minimiza muito as possibilidades das coisas irem por água abaixo. É importante que sua estratégia molde seus resultados para evitar qualquer tipo de adversidade.


Investir em marketing de realidade virtual é entrar em um terreno fértil, mas com uma verdura pouco explorada. Somente fazer colheita não fará da sua roça próspera, não é? A mesma coisa vale para a realidade virtual.


Não adianta ter acesso à tecnologia se você não possui domínio sobre ela. Pesquise muito cada ação, apresente os benefícios de forma bem clara e concisa para seus clientes, pois somente assim, você poderá colher frutos.


A realidade virtual é ampla em variedades. Nesse mecanismo é possível encontrar diferentes tipos de conteúdos apresentados de formas completamente diferentes. A interação do usuário com o conteúdo é de um forma jamais vista, por isso tende a perpetuar.


E mais uma vez vale reiterar: não importa o porte da sua empresa. Hoje em dia essa tecnologia é bem mais acessível do que quando ela surgiu. Isso só comprova a tendência dela se popularizar ainda mais no decorrer dos anos.


E certamente você não quer ficar pra trás, né? Imagino que não. Por isso faça com que o seu negócio acompanhe as tendências de modo que você esteja sempre atualizado. Isso também ajudará na qualificação do cliente.


Faça um plano a longo prazo, porque é muito importante ter a ambição de que a realidade virtual, a qualquer momento, vai se tornar a nova forma de consumir conteúdo na internet e isso não está muito longe de acontecer.


Mantenha-se vigilante quanto às constantes mudanças tecnológicas, ao mesmo tempo que, quando surgir uma boa oportunidade, faça usufruto dela de forma inteligente. Uma coisa pode ser dita com segurança: a realidade virtual é uma dessas boas oportunidades.



Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo