top of page

Marketing personalizado: saiba o que é e qual a sua importância



#PraTodosVerem - Fotografia de mulher jovem e negra, vestindo roupa alaranjada sorri enquanto segura um celular entre várias blusas femininas penduradas em um expositor de loja de departamento. Em destaque, etiquetas vermelhas com a palavra "sale" que significa "liquidação" em inglês.


Dentro de um panorama geral, a competitividade entre as empresas está cada vez maior. Com isso, surge a necessidade de investir em novas alternativas para se destacar no mercado, e uma das opções é o marketing personalizado.


Por sua vez, essa estratégia tem o objetivo de valorizar a vivência do cliente em relação ao seu produto, ou serviço.

Um dos caminhos para fazer com que o seu negócio dê certo, é conhecer os hábitos, comportamentos e gostos que o seu público-alvo possui.


Por exemplo, imagine que você seja um gestor de uma empresa focada em desativação industrial, logo, se você possui em mãos todas as principais características dos seus consumidores, torna-se mais fácil criar a sua estratégia.


Antes de tudo, é interessante lembrar que o marketing, nos seus primeiros anos, era executado tradicionalmente em mídias como a TV e rádio, pensando no público em geral.


Esse marketing desenvolvido para todos os clientes começou a ficar para trás, e a razão para essa mudança está relacionada com a chegada da internet.

Felizmente, a internet está cada vez mais acessível para as pessoas, e isso significa que uma empresa de corte de árvores, por exemplo, consegue alcançar novos clientes todos os dias.


Além disso, esse alcance pode ser intensificado, principalmente, por meio das estratégias de marketing, que conseguem melhorar significativamente os resultados da empresa.


Considerando que estamos em uma era digital, gestores passaram a monitorar os passos dos consumidores a partir das métricas de dados. Isso significa que, cada clique e páginas acessadas, contribuem com o desenvolvimento das estratégias de marketing.


Mas afinal, qual é o conceito por trás do marketing personalizado? Neste artigo, iremos reunir as principais informações sobre esse tema. Confira?


O que é marketing personalizado?


O marketing personalizado pode ser definido como um conjunto de métodos de marcas que se baseiam nas características do consumidor.


Trata-se de um processo semelhante a uma jornada de compra. Por exemplo, um cliente deseja realizar um orçamento de projeto estrutural, mas antes disso, o vendedor já está ciente das características que compõem o perfil do consumidor, tendo em mente as prováveis possibilidades.


Para alcançar tal objetivo, profissionais que atuam na área podem trabalhar por meio de algumas pontas, de modo que elas funcionem como uma base para traçar boas estratégias de comunicação e promover um relacionamento melhor com o público-alvo. Entre eles, temos:


  • Produtos;

  • Serviços;

  • Ofertas;

  • Conteúdos;

  • Experiências personalizadas.


Para que você possa entender melhor como o marketing personalizado funciona na prática, imagine a seguinte situação: um consumidor acessa uma loja virtual de roupas.

Se esse mesmo visitante saiu sem comprar nada, mas deixou o seu e-mail no formulário, a loja pode usar esse meio de contato para oferecer um desconto exclusivo naquela peça que ele estava desejando.


Como o marketing personalizado funciona?


Para que essa estratégia possa funcionar com toda a sua eficiência, é necessário uma boa aplicação do Business Intelligence (BI), conhecida também como marketing BI.


Se, por acaso, você precisar realizar análise e demonstrações de resultados, o marketing BI se torna um ótimo aliado.


Dentro da rotina de uma empresa de projetos mecânicos, por exemplo, eventualmente é necessário levantar alguns dados para uma determinada campanha.


Para criar esta campanha, o gestor deste negócio pode considerar a ideia de usar o marketing BI como uma forma de otimizar esse processo que, por sua vez, é bastante cansativo.

A razão pelo marketing BI ser tão interessante assim? Simples: ele é um conjunto de técnicas desenvolvidas, unicamente, para coletar e analisar dados de futuros clientes.


Em outras palavras, podemos dizer que o marketing BI é como se fosse uma ferramenta que é usada tanto em empresas de gerenciamento de documentos, quanto para outros tipos de negócios que costumam lidar frequentemente com o levantamento de dados.


Devido ao fato de ser um processo de coleta de informações de seus consumidores, vale a pena ter atenção em um ponto muito importante, que é: seus clientes não podem, em hipótese alguma, terem a sensação de que estão sendo vigiados.


Caso o contrário, se tiver essa sensação, a estratégia aplicada pode fazer com que ele se afaste do seu negócio.

Esse afastamento, por sua vez, é o tipo de coisa que uma empresa especializada em laudo de avaliação de imóvel comercial, por exemplo, evita a qualquer custo, devido ao fato de comprometer, diretamente, os resultados do negócio.


Diante desse sentido, as questões de ética online são aspectos que devem ser levados a sério, da mesma maneira que as orientações sobre a privacidade do cliente precisam ser respeitadas.


Portanto, o ideal é que, ao utilizar este método, faça a coleta de dados de maneira transparente. Essa prática é fundamental para que o consumidor não se sinta enganado.

Em outras palavras, podemos dizer que o uso indevido deste material, pode colocar o seu negócio em sérios riscos. Ou seja, todos os seus esforços para elevar os resultados da sua empresa, serão em vão.


Vantagens e a importância de investir no marketing BI


Inicialmente, é importante que você tenha em mente que um bom marketing é aquele que não parece marketing. Essa é uma regra básica para que os resultados positivos começam a surgir.


O business Intelligence, por sua vez, precisa ser aplicado de uma maneira que possa valorizar o cliente. Isso significa que o consumidor precisa se sentir exclusivo, além de ter uma experiência satisfatória.


Podemos dizer que esta prática significa oferecer aquilo que ele vai enxergar como algo único. Dessa forma, as chances desse cliente se tornar fiel ao seu negócio, são muito grandes.

Naturalmente, a sua empresa começa a criar um relacionamento menos superficial com os seus consumidores. Além disso, essa relação tende a se tornar cada vez mais transparente e verdadeira.


Com isso, podemos notar a importância de fazer o uso correto do Business Intelligence. Logo, a sua empresa começará a conquistar novos clientes, e os mais antigos se tornarão fiéis ao seu negócio.


Quais os desafios do marketing personalizado?


Se você chegou até essa parte do artigo, provavelmente, já entendeu que a estratégia tem, como principal objetivo, promover uma interação mais saudável com o público.


Essa interação, inclusive, deve ser sempre personalizada de acordo com os gostos e comportamentos do consumidor.

Por meio dessa interação, empresas de mudanças para todo o país conseguem elevar seus resultados pelo simples motivo de estar mais próximo ao cliente.


Para isso, você precisa ter acesso aos diferentes materiais que foram coletados através do Business Intelligence. Nos dias de hoje, ter informações sobre os clientes é, basicamente, uma porta de entrada para o caminho de sucesso para as empresas.


É com base nessas informações, que uma loja especializada implementar um sistema de iluminação de emergência predial, por exemplo, consegue construir uma base de resultados positivos, afinal, ter em mãos informações sobre o cliente facilita toda a negociação.


Contudo, você precisa levar em consideração que o número de dados coletados é muito grande. Por esse motivo, o principal desafio desta estratégia é reunir e analisar toda essa coleta.

Todas as informações que foram coletadas, devem se tornar materiais relevantes para a sua equipe de marketing. Vale pontuar que essa tarefa, por sua vez, não é nada fácil.


Marcas que usam o marketing personalizado


Para contextualizar melhor a importância que o marketing personalizado possui no mercado, listamos algumas marcas que usam esta estratégia de forma correta e positiva. Conheça-as:


Netflix


Quem usa ou até mesmo pessoas que não possuem assinatura no serviço de streaming, sabem que o catálogo da marca é extremamente diversificado. Além disso, também sabem que os filmes oferecidos, geralmente, fazem parte daquele gênero que você costuma assistir.


Dessa maneira, o serviço acaba facilitando a navegação dos usuários, tornando-o cada vez mais fiel.

Amazon


Por outro lado, temos a Amazon, uma gigante, de um modo geral, entre as empresas do mundo. Inclusive, esta marca sabe aplicar muito bem a estratégia de marketing BI.


Basta você realizar uma pesquisa de um determinado produto. A partir daí, todas as ofertas sobre ele começam a surgir de alguma forma para você.

O motivo para essa resposta rápida, é devido ao fato de que as informações organizadas pela marca, são muito bem armazenadas e transformadas em uma espécie de ferramenta de vendas.


Spotify


Por fim, temos o Spotify, que nada mais é que um serviço digital focado em disponibilizar vários formatos sonoros, e dispensa demais apresentações. Esse aplicativo de música, assim como as demais empresas, consegue administrar muito bem os dados dos seus clientes.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


15 visualizações

コメント


bottom of page